Livros que quero ler em 2017

Quem me conhece sabe que eu AMO ler (ler e comer, hahaha). Foda é quando a gente quer ler vários livros, mas não tem dinheiro, né? Aí temos que recorrer aos PDF's ou à biblioteca pública da cidade. Pensando nisso, resolvi fazer uma lista com alguns dos livros que eu gostaria de ler (mas não todos, senão eu teria que escrever um livro sobre os livros que eu queria ler).




1. A Garota que Você Deixou pra Trás: Vocês vão ver MUITOS livros da Jojo Moyes aqui, me apaixonei por ela quando li Como Eu Era Antes de Você.
Sinopse: Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes. (Autoria: Skoob)

2. Crianças Francesas não Fazem Manha: Eu nem sei se quero ter filhos, mas às vezes me pergunto como faz para evitar que a criança seja muito birrenta. O livro é escrito por uma repórter que foi até a cidade luz para investigar os métodos de criação mais eficazes para que as crianças sejam mais calmas e educadas (se elas não puxarem a mim ajuda bastante).

3. Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal: Na verdade eu já li esse livro porque um conhecido me emprestou, mas gostaria de ler mais algumas vezes porque achei interessante. Apesar de haver alguns conceitos machistas, outros são bem verdadeiros. Por exemplo: cruzar os braços é sinal de que você não está gostando de algo (pode ser tédio, uma piada que você não gostou, etc, mas nunca é por simples conforto), e quando eu analisei isso em mim mesma, vi que realmente, na maioria das vezes tinha tédio ou cansaço envolvido.


4. Game of Thrones: As pessoas falam tanto da série Game of Thrones da HBO que chega a dar agonia, o foda é que eu não tenho os canais HBO na minha tv (e mesmo se tivesse, acho que passa muito tarde) e não tem na Netflix. Fora que eu gosto de ler os livros antes de ver o filme/série, por isso, ele está na minha lista. Não estou acostumada com clima medieval, mas gosto de história e pelo visto ele se passa no final da Idade Média (quando existiam as cidades Feudais e tal) e não em toda a Idade Média como muitos acreditam (palavras do meu professor de história).

5. Em Busca de Abrigo: O livro é contado pelo ponto de vista de três mulheres, mãe, avó e neta, que alternadamente vão contando suas histórias e problemas (mais detalhes aqui). Ele fala sobre o relacionamento (conflituoso) entre mãe, filha, avó e neta. 
Sim, eu pretendo colecionar livros da Jojo Moyes assim como coleciono Nicholas Sparks e John Green: quero todos! ♥

6. Nada Mais a Perder: Apenas reparem na sinopse das Lojas Americanas:
Na juventude, Henri Lachapelle foi um cavaleiro de raro talento, entre os poucos admitidos na academia de elite do hipismo francês, o Le Cadre Noir. Contudo, reviravoltas da vida o levaram da França a Londres, onde ele agora vive em um simples conjunto habitacional. Sem nunca abandonar o amor pela antiga carreira, aos trancos e barrancos Henri ensina a neta, Sarah, a montar o cavalo Boo, na esperança de que o talento da dupla seja o passaporte para uma vida melhor e mais digna para todos. Mas um grande golpe muda mais uma vez os planos de Henri Lachapelle, e Sarah se vê entregue à própria sorte, lutando para, além de sobreviver, cuidar de Boo e manter os treinamentos.
Natasha é uma advogada especializada em representar crianças e adolescentes envolvidos com crimes ou em situação de risco. Abalada emocionalmente e em dúvidas quanto a seu futuro profissional depois de um caso terrível, Natasha ainda tem de lidar com as feridas do fim de seu casamento. Um fim, diga-se de passagem, bem inusitado, já que ela se vê forçada a morar com o charmoso futuro ex-marido enquanto esperam a venda da casa da família. Quando Sarah cruza o caminho de Natasha, a advogada vê na menina a oportunidade de colocar a vida de volta nos trilhos e decide abrigar a adolescente sob o próprio teto. O que ela não sabe é que Sarah guarda um grande segredo que lhes trará sérias consequências.


7. No Seu Olhar: Quando eu achava que já tinha completado a minha coleção de livros do Sparks, ele lança mais um em pleno abril de 2016! 
Sinopse da Editora Arqueiro: Filha de imigrantes mexicanos, Maria Sanchez é uma advogada inteligente, bonita e bem-sucedida que aprendeu cedo o valor do trabalho duro e de uma rotina regrada. Porém um trauma a faz questionar tudo em que acreditava e voltar para sua cidade natal, a pequena Wilmington. 
A cidade também é o lugar que Colin Hancock escolheu para se dar uma segunda chance. Apesar de jovem, ele sofreu mais violência e abandono do que a maioria das pessoas. Também cometeu sua parcela de erro e magoou mais gente do que gostaria. Agora está determinado a mudar de vida, tornar-se professor e dar às crianças o carinho e a atenção que ele próprio não teve. 
Colin e Maria não foram feitos um para o outro, mas um encontro casual durante uma tempestade mudará o rumo de suas histórias. Ao confrontar as diferenças entre os dois, eles questionarão as próprias convicções. E ao enxergar além das aparências, redescobrirão a capacidade de amar. 

8. O Livro da Filosofia: No momento estou lendo O Livro da Psicologia (vai demorar séculos até eu terminar), pois acho interessante assuntos que estudam o comportamento humano e o porquê de cada um ser o que é. Eu também amo filosofia porque sou questionadora, gosto de saber o motivo de cada coisa ser como é, e segundo o livro que estou lendo, a psicologia surgiu da filosofia, justamente por causa do questionamento de "Por que somos o que somos?". 

9. O Livro da Política: Se queremos que o país evolua, precisamos saber o que acontece para decidir o que deve acontecer. Entender de política é importantíssimo para isso, e assumo que meu conhecimento ainda é parco, mas gosto de aprender e acredito que esse livro seria um bom começo para aumentá-lo.


10. O Som do Amor: Mais um da Jojo! Vou mostrar pra vocês a sinopse do Skoob:
Matt e Laura McCarthy são obcecados pela ideia de herdar a Casa Espanhola — uma construção malcuidada e quase em ruínas no condado de Norfolk, interior da Inglaterra, que tem um valor simbólico para os moradores locais. Para atingir esse objetivo, Laura, a mando do marido, faz todas as vontades do velho Sr. Pottisworth, o proprietário. Entretanto, como o homem nunca deixou nada por escrito, quem acaba por herdar a casa é uma parente distante, Isabel Delancey.
Primeiro violino na Orquestra Sinfônica Municipal, em Londres, Isabel tinha uma vida tranquila com seus dois filhos e o marido, mas tudo virou de cabeça para baixo quando ele morreu em um acidente de carro e deixou uma grande dívida. Sua única oportunidade de recomeço é fincar moradia na Casa Espanhola — algo que o casal McCarthy vai tentar impedir a qualquer custo. 
O som do amor é um romance sobre obsessão, manipulação, segredos e paixões. Por meio de personagens carismáticos e capazes de tudo para realizar seus objetivos, Jojo Moyes mantém seu estilo inconfundível em uma brilhante história de recomeços.

11. Rita Lee, Uma Autobiografia: O livro foi escrito e lançado ano passado por ela mesma, Rita Lee! Acho importantíssimo conhecer a vida de uma das pessoas que mais marcou a história do rock nacional (e que ainda tá viva!).

12. Só Por Hoje e Para Sempre: Entre abril e maio de 1993, Renato Russo esteve internado em uma Clínica de Reabilitação para dependentes químicos no RJ. Parte do tratamento era escrever um diário relatando o que ele estava sentindo.
Eu simplesmente preciso desse livro, Legião Urbana é uma das melhores bandas que já vi na minha vida, acho difícil alguém chegar aos pés de letras tão poéticas e bem feitas. Esse livro não é apenas um livro, mas sim um documento histórico da música brasileira.


13. Tá Gravando, e Agora? Pronto, é agora que vou ler os comentários "Quê? Tu é dessas que lê livro de youtuber?" "Aff, sério? Logo o livro da Kéfera?".
Sim, gente, pasmem mas eu gosto de ler livros sobre You tubers também. Se eu curto acompanhar a pessoa, fico curiosa pra saber mais sobre ela, conhecer a vida, os relacionamentos, como ela chegou até aqui, o que superou... pra mim é uma profissão como qualquer outra e merece ser valorizada. 
Enfim, se for para defender a profissão de youtuber, prefiro fazer um post separado pra isso devido à quantidade de argumentos que tenho pra expor. Sobre a Kéfera, acho que ela é engraçada, e é um exemplo/inspiração de autenticidade e amor próprio pra muitas menininhas inseguras por aí. Ela mostra que não tem problema ser mulher e ser mais extrovertida, rir alto, falar palavrão, arrotar, peidar... fazer o que? Somos humanos ;)

14. Um mais um: Chega de falar sobre a minha obcessão pela Jojo Moyes, vamos partir logo para a sinopse da Livraria Cultura:
Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou. Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um 'pub' à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno gênio da matemática, tem outro problema - ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá? Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de praia por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no 'pub' em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã - que insiste em que ele vá visitar o pai doente -, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio.

15. A Casa das Marés: De novo, vou mostrando logo a sinopse porque já falei o que tinha pra falar sobre a autora:
Merham é uma metódica cidade litorânea na década de 1950. Lottie Swift, acolhida durante a guerra e criada pela respeitável família Holden, ama viver ali, mas Celia, a filha legítima do casal, não vê a hora de ultrapassar as regras da cidade.
Quando um excêntrico grupo de artistas se muda para uma velha mansão construída de frente para o mar, as meninas não resistem à tentação de se aproximarem deles. Mas o choque para os moradores de Merham é inevitável e acaba por desencadear uma série de acontecimentos que terão consequências trágicas e duradouras para todos.
Quase cinquenta anos depois, no início do século 21, a mansão começa a ser restaurada, voltando à vida e, mais uma vez, trazendo à tona intensas emoções. E a magia que permeia a mansão faz com que os personagens confrontem suas lembranças e se perguntem: É possível deixar nosso passado para trás?" (Livraria da Folha)

Sim, podem ter certeza que faltaram muitos livros nessa lista. Por exemplo, ainda quero ler 50 Tons mais Escuros e 50 Tons de Liberdade para falar sobre romantização de relacionamentos abusivos, e também pretendo ler A Menina que Não Sabia Ler, porque comecei a ler ano passado mas tive que interromper no comecinho por causa das leituras obrigatórias da UFRGS, mas achei bem interessante.
Claro que tem outros títulos que quero adquirir também (principalmente da Jojo Moyes), mas não me lembro de todos agora. Se tiver alguma sugestão, deixe aí nos comentários ;)

Share:

2 Fumados comentaram aqui

  1. Ooi Amanda, gostei da sua lista de livros, e sabe que eu já estava com saudades dos textos mais longos, como esse? Aliás, esse blog está sendo atualizado bem mais do que o outro era, parabéens.
    Agora, deixa eu falar de um livro que você precisa ler. Sério, pare tudo e vá ler esse livro, vai por mim! "Gina", da Maria José Dupré. Duvido você não se apaixonar pela autora! Como o livro é meio antiguinho, da licença, vou deixar um link para você baixar a versão digital. Mas leia, tipo, já! Suuuuuuper recomendo, tá certo? Prepare o coraçãozinho, fortes emoções... Muito mais do que qualquer livro que você já tenha lido até hoje!!! Quando conhecer essa obra, você se tornará uma leitora muuuito mais exigente, e com certeza vai procurar outros livros da Sra. Dupré. Vai lá, não seja boba de não ler! rs rs.
    E se seguir minha dica, não esquece de resenhar a obra aqui no blog, tá? Agora, óia aí o link pra você baixar. Baixe e leia pelo menos as primeiras páginas, e duvido que consiga largar o livro! Uma obra prima, Amanda, uma verdadeira preciosidade!
    http://www.visionvox.com.br/biblioteca/m/Maria-jos%C3%A9-dupr%C3%A9-gina.txt
    Obs: talvez você estranhe o formato desse livro, é txt, texto simples. Mas qualquer aplicativo que lê livros no celular pode abrir esse arquivo, ok?
    Tchau tchau...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho e pela sugestão, assim que eu puder eu vou ler, sim, pode deixar ♥

      Excluir

E aí, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de dizer que sou um lixo, me mandar pra puta que pariu? Comenta aí!

Obs: Não pagarei seu cardiologista nem seu psicólogo/psiquiatra caso acabe precisando.