#Resenha | Tá Gravando, E Agora? - Kéfera Buchmann

Julho chegou, e com ele talvez as férias (depende de onde você trabalha/estuda). E nada melhor nas férias de inverno do que um bom livro, certo? Hoje vou falar sobre o livro de uma youtuber que eu acompanho há uns aninhos (talvez não desde o começo do canal dela, mas mesmo assim tá valendo).

Em seu primeiro livro, Kéfera contou sobre como era a sua vida antes de fazer seu primeiro vídeo para o you tube.
Nesse aqui, ela fala sobre sua experiência como youtuber e também dá algumas dicas para quem está pensando em criar um canal (muito boas, aliás).

Autora: Kéfera Buchmann Editora: Paralela Número de Páginas: 106 Ano de publicação: 2016 Nota:  


Não sei se alguém já leu o primeiro livro, mas lá tem um espacinho interativo de quando ela fala que ama saber as fofocas, mas não espalha nada. Em seguida, deixou um espaço para o leitor contar um segredo dele (e eu botei merda, óbvio).
No segundo, ela fala sobre algumas teorias conspiratórias de que na verdade não foi ela que escreveu aquilo, e deixou um espacinho para que o interlocutor inventasse alguma coisa.


Me surpreendi bastante com algumas coisas que li.
Primeiro porque ela falou que não bebia e eu, que assisti todos os vídeos dela, fiquei tipo: "Oi?? Como assim?"
E também porque ela confessou algumas inseguranças que teve em relação ao canal (se daria certo, se tava bom, se ela tinha que fazer diferente, etc), e pelo menos para mim, ela é um modelo de auto confiança e autenticidade.
Isso é bom para enxergarmos que todos temos algumas inseguranças, e que não importa em que patamar você esteja: você pode ser vendedor de uma lojinha pequena ou ter milhões de acessos num canal, e simplesmente não estará isento de se sentir insatisfeito consigo mesmo(a) de vez em quando. 
A gente sempre acredita que as pessoas mais famosas, aquelas cheias de seguidores, são uns pavões que se olham no espelho todos os dias e pensam: "goxxxtosa pra dedéu", e passamos a querer ser assim também. É assim que eles influenciam positivamente a nossa vida: fazendo com que nos soltemos mais, sejamos mais espontâneos(as).
Mas se você não é tão espontâneo assim, aceite. É normal.
Não que você não deva superar (supere, sério, sai dessa), mas não se sinta inferior a ninguém por não se sentir o melhor todos os dias.

Ok, prossigamos.
Acho que o que eu mais gostei no livro foram as dicas mesmo. Eu achei que ela fosse apenas falar sobre a tragetória dela na internet, mas em vez de se limitar a falar de si mesma, resolveu ajudar as pessoas também. ♥
E como eu também quero ter um canal cedo ou tarde (falta a câmera), essas dicas caíram como uma luva.



Tome cuidado pra não ser exigente demais consigo mesmo(a)


Antes de dar as dicas, ela já deixou avisado que elas não são nenhuma garantia de sucesso: são apenas coisas que ela fez e que deram certo para ela.
Mas acredito que elas podem dar certo pra muita gente também, e vou até acrescentar mais uma:
divulgue. Entre em tudo quanto é grupo de divulgação no face.
Apesar de muitos (como a Kéfera), terem a sorte de conquistar uma fama instantânea, nem sempre isso acontece (aliás, é bem raro). Só porque seu vlog/blog/site/não sei o que não ganhou mais de um milhão de seguidores em menos de dois dias não significa que não seja bom.
Mas pra ser visto, as pessoas precisam saber que ele existe. E como elas vão saber isso se você não falar? =)
E não se preocupe se no começo você mal souber apertar os botões da câmera direito, ou o layout do blog não ficar tão bom. Com o tempo você vai adquirindo experiência, aprendendo alguns truques, e mesmo se permanecer dependendo de tutorial, sua criatividade melhora e os resultados melhoram junto.
Mas para isso é preciso persistência e responsabilidade: não vá afundar suas notas na escola/faculdade em prol de um blog que você não sabe qual rumo vai tomar, né?
Não que ele não possa crescer, mas é que isso leva tempo, então até lá é preciso ter outras fontes de renda, tipo um emprego por exemplo.

Enfim, já falei demais então agora vou deixar você escrever:
O que você achou do livro dela (se é que leu)? Também ficou surpreso(a) com algumas declarações?
Comente =)

Share:

1 Fumados comentaram aqui

  1. Fala aí maluca?? Ainda não li esse livro da Keféra, li só o primeiro. Mas pretendo ler em breve, adorei a resenha, não fazia a mínima ideia de como o livro era por dentro, lindo!
    Passando para avisar que você foi indicada para fazer a Tag 8 coisas! Vou deixar o link aqui em baixo para vc ver como faz, e assim que vc que postar coloca o link lá no meu blog, para eu voltar aqui e ver como ficou! Beijos!!
    http://www.deixameser.com.br/tag-8-coisas/

    ResponderExcluir

E aí, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de dizer que sou um lixo, me mandar pra puta que pariu? Comenta aí!

Obs: Não pagarei seu cardiologista nem seu psicólogo/psiquiatra caso acabe precisando.