5 Séries Originais da Netflix pra Vegetar Assistindo | #Round2

Durante o primeiro semestre da faculdade, atrasei minhas séries por causa de uma cadeira. Algumas das séries que eu queria ver já são um pouco velhas, e outras eram lançamentos da Netflix. Todo mundo comentando e eu de fora, como sempre.
Por sorte, não vi spoiler nenhum. E não se preocupem: não haverão spoilers nesse post também, hoje eu tô um amorzinho.
Aproveitei o frio das minhas férias de inverno para me atualizar um pouco, e agora vou fazer uma segunda parte de um post que eu fiz lá em fevereiro (clique aqui para ver a primeira).

Gilmore Girls, Um ano pra recordar: Primeiro tive que assistir a Gilmore Girls, que eu ainda não tinha visto (apesar da série ser de 2006). Pra quem não conhece, Gilmore Girls conta a história de Lorelai e Rory. Lorelai tinha um relacionamento péssimo com sua mãe, Emily, e para piorar, ficou grávida de Rory aos 16 anos.
Em compensação, apegou-se à sua filha, tendo com ela uma relação de melhores amigas. A série tem como tema central a relação entre pais e filhos, e é muito linda de se assistir.
Esse ano a Netflix resolveu caçar os atores de Gilmore Girls e fazer alguns episódios novos, um para cada estação do ano, mostrando como ficou a vida dos personagens com o passar dos anos.
A série tem um jeito muito fofo de abordar o relacionamento de mãe e filha, e esses episódios novos mostraram isso de uma forma ainda mais linda. Achei apenas um pouco estranho o modo como Logam apareceu e como ele e a Rory estavam, mas prometi não dar spoilers então não vou comentar mais nada.

Love: Mickey é uma mulher de 30 e poucos anos que atura um ex tentando voltar com ela, e Gus é um homem da mesma idade que se separou de uma mulher que disse ter traído ele apenas para conseguir terminar com ele sem que ele dissesse que eles poderiam resolver as coisas, e a "forçasse" a continuar com ele.
Mickey e Gus se conhecem em um mercadinho onde ela tentou comprar um café, mas tinha perdido a carteira, então Gus se oferece para pagar a conta e os dois dirigem para a casa dela, para procurar a carteira. Eles se tornam amigos.
A série gira em torno de relacionamentos amorosos em geral e como as pessoas lidam com eles, e sim, eu concordo com quem diz que alguns que a série mostrou são um tanto abusivos. Ex: O próprio Gus estava sendo abusivo ao insistir no namoro quando a mulher estava tentando terminar (sim, ela podia ser mais firme e dizer "eu não quero e pronto, caralho, sai daqui", mas é muito chato tentar terminar e a pessoa ficar insistindo o tempo todo). O ex da Mickey estava sendo abusivo ao perseguí-la, e o outro ex dela também foi abusivo ao acusá-la de traição simplesmente porque ela tinha um amigo homem. Mesmo assim é uma boa série para olhar certas situações e nos lembrarmos de que não somos obrigados(as) a aturar certas coisas.

Girlboss: Sophia é uma garota de 23 anos louca, irresponsável e desempregada que tem a ideia de vender uma jaqueta pela internet e se surpreende com o lucro que ganha com isso. Ela decide criar uma loja de roupas vintage na internet chamada Nasty Gal, na qual ela moderniza as peças e aumenta um pouco o preço.
Será que sua loja online fará sucesso ou será apenas uma ideia perdida?

Santa Clarita Diet: Na primeira vez que ouvi falar nessa série, achei que fosse uma marca nova de margarina.
Sheila e Joel são um casal (que possuem uma filha de 16 anos) entediante de corretores imobiliários. Ao mostrar uma casa para um cliente juntos, Sheila vomita e precisa ir no banheiro (dica: assista essa cena de estômago vazio), que não fica nada bonito. Um tempo depois, seu marido a encontra desmaiada no meio dos "destroços", e ambos descobrem que ela expeliu também um órgão vermelho em formato de uma bola pequena.
Após esse indidente, o comportamento de Sheila fica um tanto quanto estranho: ela se torna canibal, mas ataca apenas quem pareça merecer a morte (como pedófilos, traficantes e cafetões, por exemplo). Como a família lidará com a existência de uma morta-viva em casa?

Cara Gente Branca: Samanta White é locutora do programa de rádio Dear White People, da Universidade Winchester, no qual ela fala sobre as situações de racismo que ocorrem no campus e na vida. Quando a revista de humor da faculdade (Pastiche) organiza uma festa Black Face (pois é), a faculdade inteira se divide e uma guerra racial começa.
Cada episódio da série protagoniza um personagem diferente, mostrando como cada um se sentia em relação ao que acontecia em Winchester.

Share:

2 Fumados comentaram aqui

  1. Amo a leveza e a fotografia de Girlboss, acho Santa Clarita Diet um barato, realmente hilário... e preciso urgentemente assistir essa ultima, mas só enrolo :(

    ResponderExcluir
  2. Que saudade de Gilmore Girls! Assisti mas não terminei a série, via no SBT. Preciso de um tempinho para rever. Santa Clarita Diet quando eu vi tive vontade de ver, mas ao mesmo tempo tive medo do nojo que pode me provocar. rsrsrsrs... As outras séries não conhecia. :-) Obrigada pelas dicas! Beijos e sucesso!

    http://www.solteirasnoivascasadas.com

    <3

    ResponderExcluir

E aí, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de dizer que sou um lixo, me mandar pra puta que pariu? Comenta aí!

Obs: Não pagarei seu cardiologista nem seu psicólogo/psiquiatra caso acabe precisando.