Você já assistiu Bojack Horseman?

Nunca fui de assistir desenho na Netflix (exceto filminhos famosos), mas BoJack Horseman foi uma exceção à essa regra, com certeza.
Pra quem não sabe, Bojack Horseman é uma animação da Netflix criada em 2017. A série tem o nome do protagonista, que é um homem com a cabeça de cavalo. Ele é uma ex-celebridade que fazia muito sucesso com uma Sit Com chamada Horsin Around, mas quando ela terminou, BoJack não teve mais participações na mídia. Para ter sua fama de volta após muitos anos, ele contrata Diane, uma escritora fantasma, para escrever uma biografia sobre ele.
Ao longo da série o espectador vai conhecendo não apenas a história de BoJack, como também a de seus amigos, Diane, Todd, Princesa Carolyn (que é sua agente e também ex-namorada), entre outros. Se você gosta de histórias dramáticas, um tanto pesadas e sem censura, com certeza vai adorar. E só pra avisar, tem cenas explícitas (o desenho não é infantil, então não é algo que você deva assistir com seu filhinho, irmãozinho, priminho ou qualquer outra criança).
"Ser responsável pela minha própria felicidade? Eu não posso nem ser responsável pelo meu próprio café da manhã!"
Também é possível identificar algumas críticas à vida das celebridades, como em um episódio em que um personagem diz "Quando uma pessoa fica famosa, sua idade mental congela no momento em que ela ficou famosa. Depois disso ela não cresce mais porque ela não precisa". O comportamento de Bojack também entrega um pouco isso, como quando ele diz "Não tem graça ser famoso se você não puder ser atendido primeiro nos lugares".

Além disso, a série também aborda feminismo e questões de gênero. Diane é intelectual e feminista, ao passo que Princesa Carolyn é determinada e independente, e Todd é assexual (pessoa que não consegue sentir prazer no ato sexual). Achei interessante porque é a primeira vez que eu vejo pessoas assexuais sendo representadas, e apesar de eu não ser uma delas nem nunca ter conhecido alguém que fosse, acredito que o trabalho foi bem feito. Alguns acreditam que quando uma pessoa não sente prazer com sexo, não quer transar, ela é religiosa, mas nem sempre tem a ver com dogmas. Pode ser apenas o jeito da pessoa mesmo. A falta de sexo muitas vezes também é atribuída à ingenuidade. Todd não apresenta nenhuma dessas características, o que pode ser ótimo para que algumas pessoas abram a mente. Claro que não haveria problema se a assexualidade dele estivesse ligada com questões religiosas, as pessoas também precisam aprender a respeitar isso e não ridicularizar quem segue determinadas regras, mas é legal fazer um personagem que mostre à sociedade que ser assexual nem sempre é uma escolha. Assim como ser gay, hétero, bi, etc, é algo que nasce com você. Você não sente libido, não sente prazer sexual e pronto, não há o que fazer a não ser respeitar.

Pra finalizar, vamos ver a abertura da série e o trailer?

Não sei por que, mas adorei.



Share:

3 Fumados comentaram aqui

  1. Oi!
    Que diferente essa "arte" rsrssr.
    Valeu a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Interessante...faz tempo que não pego firme em animações, as últimas (e ainda não terminei nenhuma delas...) são Monster e Attack on Titan. Essa pegada mais série e critica pode em afeiçoar, vou dar uma chance!

    Valeu!

    nerdprofeta.com

    ResponderExcluir
  3. BoJack é uma das minhas séries favoritas, simplesmente amei a ultima temporada lançada! Beijos.

    ResponderExcluir

E aí, o que achou do post? Gostou? Odiou? Achou uma bosta e tá a fim de dizer que sou um lixo, me mandar pra puta que pariu? Comenta aí!

Obs: Não pagarei seu cardiologista nem seu psicólogo/psiquiatra caso acabe precisando.